Investigando e desenvolvendo uma mina

Antes de iniciarmos as operações na mina, realizamos extensa investigação, modelagem e definição das reservas disponíveis.


Investigação geológica

As investigações geológicas são efetuadas com base em mapas e análises no terreno. Retiramos amostras representativas do local para submeter a testes físicos e químicos, bem como para determinar a sua adequação para calcinação. Métodos geofísicos diferentes e indiretos fornecem mais informações, como a profundidade do depósito.

Modelagem geológica

Os geólogos interpretam os dados recolhidos e definem unidades com características químicas, físicas e até de calcinação semelhantes para criar um modelo do depósito.

Planejamento da mina

O modelamento bi e tridimensional da mina permite determinar as quantidades de reservas disponíveis para cada unidade. As reservas disponíveis são influenciadas pelas propriedades do terreno circundante: topografia e acessibilidade do depósito, aspetos hidrológicos e licenças de exploração. 

Com base nos trabalhos preliminares, é elaborado um plano de desenvolvimento de longo prazo, até o término da vida útil do depósito. O plano considera: 

  • os mercados que usarão os produtos finais minerais ou de cal;
  • as especificações relativas aos produtos;
  • as características dos diferentes tipos de fornos ou sistemas de processamento utilizados para transformar calcário ou argila em cal ou produtos minerais.

Devem ser considerados outros aspectos nas operações de longo prazo. Dentre eles, podemos citar: 

  • o acesso rodoviário a várias áreas,
  •  a largura e altura das frentes de mineração,
  •  a quantidade de água que é necessário bombear para fora da mina,
  •  a quantidade de terreno estéril de cobertura que precisa ser retirado. 

A reabilitação do local, quando as atividades na mina terminam, também são planejadas com antecedência.