Ferro e aço

Iron and Steel

Ferro e aço

Os nossos produtos e minerais à base de magnésio e cálcio são utilizados em todo o processo de fabrico de ferro e aço como aglomerantes ou agentes fundentes, para que formem escória. A escória remove as impurezas nocivas, tais como sílica, fósforo e enxofre. Os produtos da Lhoist também ajudam a melhorar a produtividade e permitem cumprir mais facilmente a legislação ambiental.

O aço é um dos maiores motores da economia mundial, uma vez que desempenha um papel fundamental nas indústrias de construção e automóvel, bem como em aplicações da engenharia mecânica. A produção mundial em 2012 foi de cerca de 1,55 mil milhões de toneladas, no valor de cerca de 1.000 mil milhões de dólares. O fabrico de cada tonelada de aço requer entre 30 a 70 kg de cal e entre 100 a 200 kg de calcário.

As marcas globais da Lhoist para as nossas soluções e produtos para o ferro e aço são Calexor® e Flucal®.

Dessulfuração de metal quente

O Flucal® é uma cal viva moída fluidizada. Especialmente criada para ser aplicada em estações de dessulfuração de metais quentes à base de injeção (DMH), pode ser utilizada tanto de panela como em carros torpedo. Injetar a mistura de Flucal® e magnésio metálico em metal quente é uma alternativa económica e amiga do ambiente ao DMH à base de carboneto de cálcio.

 

O nosso produto, Flucal®,

  • reduz o volume de escória
  • reduz para metade as perdas de ferro uma vez que a viscosidade da escória é menor
  • reduz o custo comparativamente a outros reagentes
  • é seguro de manusear e armazenar, assim como o é a escória resultante.

A escória da cal também pode ser reciclada.

O Flucal® pode ser

  • co-injetado com pó de magnésio
  • mono-injetado como mistura de cal e magnésio (Flucal® M), depois de ser processado nas nossas centrais de mistura dedicadas para esse fim.

Fornecemos assistência técnica e acompanhamento durante os ensaios e início da utilização. Também fornecemos análises de dados e suporte de I&D contínuo.

Schlackenbeet

Produção de aço em bruto

Escória de qualidade = aço de qualidade

A cal viva é um produto ativo importante na eliminação de sílica e de fósforo tanto nos conversores como nos fornos de arco elétricos. Após absorver as impurezas, a cal forma mais rapidamente uma escória básica. O resultado da cal de boa qualidade é uma escória amiga do ambiente de alta qualidade, de fácil manuseamento e tratamento.  

Aumento da vida útil do refratário

Pode adicionar cal dolomítica muito e/ou pouco queimada, em forma pura ou de mistura de cálcica - dolomítica, para melhorar o processo de refinação de aço. A cal dolomítica aumenta a vida útil dos revestimentos refratários nos conversores. Além disso, também os protege dos efeitos agressivos de certas impurezas encontradas em metais quentes. A adição de cal dolomítica cria MgO em solução na escória. Isto causa uma excelente capacidade tampão. O excesso de MgO protege os refratários e os furos de fundição, reduzindo a necessidade de pulverizações e reparações.

Metalurgia secundária

Formação rápida de escória 

As misturas sob medida dos nossos produtos para metalurgia de panela, que compreendem cal e dolomite, atuam na formação de escórias sintéticas. A cal viva facilita a criação de escória e aumenta a eliminação de enxofre. A dolomite oferece a formação rápida de escória e protege o refratário.

Aumento de produtividade

A cal dolomítica acelera o processo de forma a aumentar a produtividade e melhorar o aço obtido. Além disso, também protege os revestimentos refratários. A redução do tempo de inatividade necessário para a reparação e manutenção do refratário aumenta, uma vez mais, a produtividade.

Processos ambientais

Conformidade económica com a legislação

Os subprodutos do aço, da água e do gás de combustão devem ser tratados para que correspondam aos mais rigorosos níveis de emissão. Os nossos especialistas ambientais e de aço podem desenvolver produtos em parceria consigo, para corresponder às exigências regulamentares de forma eficaz e económica. Nós podemos ajudá-lo a eliminar ou comercializar determinados subprodutos do aço. Por exemplo, o pó não reciclável ​​recolhido no sistema de extração da fornalha pode ser inertizado e aplicado como material de reforço nas minas. A escória do conversor também pode ser valorizada para ser utilizada  noutros setores.

Desparafinagem de sedimentos de ferro

A indústria enfrenta uma regulação ambiental cada vez mais severa, escassez de matérias-primas e preços elevados do metal. Estes desafios tornam ainda mais relevante a implementação de processos específicos para tratar resíduos metalúrgicos e para recuperar os constituintes valiosos. A calamina oleosa é um subproduto comum no fabrico de aço. É possível recuperar o teor de ferro de forma eficiente, sem impedir o fluxograma ferro-aço principal.

Paul Wurth, fornecedor de tecnologia e processos de engenharia para a indústria do ferro e do aço, trabalhou com a Lhoist no sentido de desenvolver um processo de desparafinagem inovador mediante uma abordagem pirometalúrgica de baixa temperatura.

O processo:

  • é fácil de integrar num fluxograma normal de produção de aço
  • não requer nenhuma preparação de resíduos antes de serem carregados na fornalha
  • é flexível no que respeita à análise de sedimentos
  • fornece óxido de ferro de qualidade elevada
  • fornece óxido desparafinado fácil de manusear e de carregar na fábrica de sinterização
  • não tem qualquer impacto nos outros processos de processamento de aço da fábrica.

Tratamento de gases de combustão

Está em curso uma imposição de níveis muito reduzidos sobre os gases de combustão, tais como gases ácidos, dioxinas, furanos e metais pesados. Para cumprir estes requisitos, necessita de um processo e de um reagente altamente eficaz que possam ser incorporados nas instalações existentes. Para o tratamento de gases de combustão num sistema de adsorção a seco, o SO2  e outros gases ácidos são neutralizados através da utilização de hidróxido de cálcio. O Sorbacal® SP é hidróxido de cálcio com um elevado volume poroso. Este produto foi especialmente desenvolvido para aumentar a eficiência de sistemas de limpeza de gases de combustão a seco e reduzir os custos de eliminação de resíduos.

Fornecemos misturas de cal sob medida constituídas por carvão ativado, coque de linhito ou minerais especiais para capturar poluentes (por exemplo, dioxinas e furanos). O efeito neutralizante da cal combinado com o poder de captação de micropoluentes dos aditivos elimina os efeitos secundários negativos associados à injeção de carvão ativado puro.

A depuração do gás de combustão é um processo alternativo à adsorção a seco. Os reagentes Sorbacal® neutralizam os gases ácidos em adsorção pulverizada e depuradores húmidos.

Leia mais: www.sorbacal.com

 

TKN Sedibecken

Neutralização de água ácida

O Neutralac® SLS 45 da Lhoist neutraliza a água ácida resultante da decapagem, lavagem e depuração de gases de combustão. Além disso, também assegura um nível de pH adequado e precipita metais pesados. Depois da sedimentação, a água pode ser reciclada e reintroduzida no processo ou devolvida ao sistema de esgotos.

Leia mais: www.neutralac.com

Estabilização de lamas

O tratamento de água gera uma determinada quantidade de lamas. A adição de leite de cal antes do processo de filtração torna as lamas mais fáceis de filtrar. O pós-condicionamento de lamas filtradas ou centrifugadas com Neutralac® Q facilita o manuseamento e a eliminação.

O gás de combustão do conversor que contém poeiras é, por norma, lavado. Pode tratar as lamas resultantes com cal e reciclar o material que contém ferro, reintroduzindo-o no processo.

Se não for possível reciclar as lamas, estas podem ser desidratados e solidificados mediante a utilização de cal viva moída, facilitando o tratamento, transporte e armazenamento.